Designer Zone - Brasil Designer Zone - Inglaterra 

 siga-nos  Faça parte do nosso Ciclo Google + Curta nossa pagina no Facebook Siga nosso perfil no Twitter Nos adicione no Linkedin 
  • banner_site_responsivo
    banner_site_responsivo

Nossos principais serviços!

DESENVOLVIMENTO DE SITE

icone web design

Criação de site (Web Design): Serviços de Criar Site, onde iremos Fazer Sites institucionais, gerenciáveis, Loja Virtual, etc...

saiba mais verde

LOGOTIPO

icone logo branding

Logotipo: Está procurando uma empresa para Criar Logo, trabalhamos com criação de logo e de toda a identidade visual da sua empresa...

saiba mais azul

DESIGN GRÁFICO

icone design grafico

Design Gráfico: Em nossos serviços de design gráfico oferecemos criação de folders, flyers, cartão de visita, entre outros...

saiba mais rosa

Google usa página principal para anunciar compras coletivas

Google usa página principal para anunciar compras coletivas

 

Apesar de a publicidade ser responsável pela maioria de suas receitas, gigante de buscas não costuma adotar essa prática em sua página de buscas.

Por Redação do IDG Now!

A Google surpreendeu hoje, 31/8, ao usar sua página principal de buscas para realizar uma oferta de compras coletivas nos Estados Unidos, de acordo com informações da agência Reuters.

A publicidade em questão trazia a oferta logo abaixo da página e oferecia aos usuários um desconto considerável no preço de ingressos para o Museu Norte-Americano de História Natural, em Nova York, que saíam de 25 por 5 dólares com a promoção.

Vale lembrar que a Google lançou um serviço de compras coletivas em algumas cidades nos EUA no início do ano como uma forma de tentar combater ao cada vez maior Groupon, pelo qual a gigante de buscas já admitiu pagar até 6 bilhões de dólares. O Facebook adotou estratégia semelhante a da rival.

A publicidade foi responsável por nada menos que 96% da receita bruta da companhia em 2010 – total de 29 bilhões de dólares.

Processo
Conforme noticiamos, a Google recentemente fez um acordo para pagar meio bilhão de dólares ao governo americano por ter permitido publicidade ilegal de farmácias online do Canadá.

Quer conhecer mais sobre nossos serviços? CLIQUE AQUI